Estudar para ficar no campo

“Pretendo continuar ‘tocando’ a propriedade rural da minha família e, para isso, estou estudando e me preparando. Fiz o curso do Crescer Legal, que é voltado à gestão e empreendedorismo no campo. E agora, estou no primeiro ano do ensino médio na Escola Família Agrícola, que tem direcionamento voltado à produção familiar e administração rural. Nunca me imaginei trabalhando em algo que não fosse direcionado à atividade rural. Penso bastante em buscar novas tecnologias para a nossa propriedade e, possivelmente, vir a produzir alimentos orgânicos. Acho que há boas possibilidades de progresso para os jovens do meio rural, mas é preciso haver mais apoio para os produtores e que a atividade rural seja mais valorizada. Como serei formado técnico agrícola, talvez eu venha a trabalhar como técnico e, caso isso aconteça, quero ser um profissional diferente, que trabalhe pelas propriedades familiares.”

Vitor Hugo Junkherr, 16 anos, foi jovem aprendiz em 2018 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Vera Cruz (RS).

Últimas Histórias