Força jovem no movimento sindical

02/03/2020

“Em maio deste ano, deverei participar de um festival sindical em Brasília a convite do grupo regional de jovens dos sindicatos de trabalhadores rurais. Vai ser minha primeira viagem para fora do Rio Grande do Sul e tenho expectativas de ter contato com pessoas de todo o Brasil ligadas aos movimentos sindicais e de conhecer mais sobre o que é o sindicalismo. Minha atuação junto ao sindicato começou quando, em uma oficina do curso de aprendizagem do Instituto Crescer Legal, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vera Cruz nos explicou sobre o movimento e comentou que havia carência de uma comissão de juventude e de mais jovens na entidade. Eu e uma colega nos sentimos desafiadas a mudar isso, fomos a algumas reuniões e fizemos nosso trabalho final do curso sobre o sindicalismo. Depois da formatura, a minha colega fez 18 anos, começou a trabalhar e passou a se dedicar a outros projetos. Mas eu continuei frequentando as reuniões da comissão regional, nas quais estou aprendendo muito mais sobre os fundamentos do sindicalismo rural e no que a entidade pode ser útil para os jovens. Também participo sugerindo ideias sobre como a vida dos jovens do campo pode ser melhorada. E agora, com o convite para o evento em Brasília, acho que estão se abrindo novas portas e eu vou me inserir ainda mais na força jovem do movimento sindical.”

Elisângela Inês de Carvalho, 15 anos, foi jovem aprendiz em 2019 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Vera Cruz (RS).

Últimas Histórias