O meio rural precisa de empreendedores

“Estou pesquisando sobre zootecnia, profissão que atua em ramos de zoológicos e frigoríficos e, talvez, essa seja a minha futura profissão. Penso em voltar meu trabalho para ajudar os produtores rurais e criadores de animais em quesitos como pastagens, saúde animal e comercial, algo que é escasso na nossa realidade. Talvez eu continue vivendo no interior, mas atuando como empreendedora para auxiliar os produtores. O empreendedorismo é uma prática que vem crescendo, mas, infelizmente, ainda é alvo de críticas e desilusões no meio rural, onde as pessoas têm medo de inovar. Empreender pode ser a saída se a pessoa souber planejar, administrar e estiver disposta a correr alguns riscos. A meu ver, o campo precisa, sim, inovar sem medo. Uma renda extra pode estar junto com a cultura do tabaco. Ao longo do curso de gestão rural, vi empreendedores plantarem tabaco e manterem agroindústrias, por exemplo. A prática do empoderamento rural deve ser repensada. Tenho colegas que também planejam se especializar em áreas de apoio ao agricultor, como estabelecimento de fisioterapia na localidade rural, mecânica de carros e motos, criação de gado e galinhas, planejamento em pastagens e assistência veterinária, entre outros. O meio rural precisa de empreendedores.”

Vitória Carvalho da Silva, 17 anos, é jovem aprendiz em 2018 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Vale do Sol (RS).

Últimas Histórias