Os novos caminhos no meio rural

“Eu penso em trabalhar na atividade rural, pois vejo que no campo existem diversas possibilidades de fontes de renda e acho que, para mim, é mais viável permanecer no interior, onde o custo de vida é mais barato. O curso de empreendedorismo e gestão rural que estou fazendo está me ajudando bastante a ver novos caminhos que antes eu não via ou achava que fossem diferentes. As visitas técnicas serviram para vermos como funcionam os empreendimentos e quais os fatores que podem influenciar positivamente ou negativamente em um negócio. Vi que é preciso planejar antes de iniciar alguma atividade. Estamos fazendo os trabalhos finais do curso e eu optei por estudar a atividade de gado de corte, pois penso em investir em gado para abate, já que na região próxima da minha localidade não tem nenhum criador de gado. Acho que será um bom investimento e, também, sempre gostei de observar minha família no cuidado com o gado e teria facilidade para trabalhar com bovinos. Além disso, nos frigoríficos da região, a carne é vendida com preços bem elevados.”

Jeferson Patrick Stumm Schwantes, 16 anos, é jovem aprendiz em 2018 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal, em Vale do Sol (RS).

Últimas Histórias