Visão empreendedora

07/07/2021

“Em novembro, daqui quatro meses, eu completarei 18 anos e então serei oficialmente uma empreendedora, como sócia-proprietária de uma malharia e uma loja de roupas. Já está tudo organizado para registrarmos a empresa e eu e meu ex-chefe e futuro sócio, Vanderlei Dias, estamos empolgados e prospectando ótimos negócios. O meu despertar para a possibilidade de empreendedorismo ocorreu, em parte, devido ao curso do Instituto Crescer Legal, onde tive incentivo para ter pensamento positivo, planejar e sempre tentar fazer as coisas e do melhor jeito possível dando o meu melhor em tudo.

Depois de encerrado meu período como jovem aprendiz, procurei emprego no comércio, mas só consegui uma experiência de um mês como faxineira. Porém, anexo à casa do meu trabalho tinha uma pequena malharia que ninguém conhecia. Encomendei umas peças para meu uso e, dias depois, o dono da malharia me propôs aprender a trabalhar na produção das roupas. Mesmo não gostando de costurar, eu topei e comecei meu novo emprego. Aí, ao observar outras lojas de vestuário, percebi a oportunidade de termos também uma loja para expor as peças a pronta entrega e também receber encomendas. Falei das minhas ideias para o meu chefe e ele passou algum tempo pensando no assunto. E, depois de um ano, ele decidiu fazer um plano de estrutura do negócio para pedir auxílio para a prefeitura municipal de Novo Cabrais para custear alguns gastos iniciais como o aluguel do espaço. Assim, a loja já está montada e recebendo clientes no centro da cidade de Novo Cabrais.”

Letícia Jahn Pothin, 17 anos, foi jovem aprendiz em 2019 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Cerro Branco (RS).

Últimas Histórias

07/07/2021
Conexão com a propriedade

Sou filho de produtores rurais do interior de Santa Cruz do Sul, mas, mesmo vivendo o dia a dia com minha família na zona rural, eu conhecia muito pouco sobre as atividades e as produções.

LEIA MAIS
07/07/2021
Em grupo, soluções mais fáceis

Comunicação, confiança, empatia e proatividade são importantes sempre e, especialmente, para que se consiga trabalhar bem em grupo.

LEIA MAIS
08/06/2021
Planos musicais

Eu adoro música e faço planos de ter na música minha profissão. Toco bateria, contrabaixo e trompete, tenho uma banda pequena e já me apresentei diversas vezes em bailões e festas.

LEIA MAIS