Voltar

Mais 15 professores de escolas do campo preparados para incentivar a educação empreendedora

25.11.2021

Novembro 2021 – Com a presença do prefeito de Canguçu/RS, Marcus Vinícius Müller Pegoraro, e do diretor presidente do Instituto Crescer Legal, Iro Schünke, ocorreu nesta quarta-feira, 24 de novembro, o ato de encerramento da segunda edição do Programa Boas Práticas de Empreendedorismo para a Educação. As atividades, iniciadas no final de março com 15 professores de 11 escolas, possibilitaram o compartilhamento de ferramentas metodológicas testadas e aprovadas pela equipe pedagógica do Programa de Aprendizagem Profissional Rural. 

Para marcar o final do curso, foi realizada uma mostra de boas práticas, com exposição da aplicação prática das ideias empreendedoras na educação. Diversos depoimentos mostraram, por exemplo, ações como o uso da internet para ampliar os conhecimentos, o crescimento na participação dos alunos na construção pedagógica, reflexão sobre qualidade de vida, entrevistas com produtores rurais e conscientização ambiental. 

Na ocasião, o prefeito Vinícius Pegoraro ressaltou que a parceria com o Instituto Crescer Legal está somando no processo de transformação da educação do município de Canguçu, pois a formação incluiu professores das escolas do campo de turno integral. “O Instituto oportuniza fazermos uma formação com visão para o empreendedorismo e isso fortalece cada vez mais o nosso meio rural”, disse. “Além da parceria na área da aprendizagem, que está indo para o terceiro ano, o Instituto também contribui no processo de formação dos nossos professores para que a gente possa, através da educação, transformar a realidade mostrando as possibilidades de se empreender”, salientou. 

Por sua vez, Iro Schünke lembrou que, pelos depoimentos ouvidos no ato virtual de encerramento do projeto piloto em 2020, já havia percebido que o curso de empreendedorismo para a educação tinha potencial para mais edições. “Fico feliz em saber que os professores de Canguçu entenderam o propósito e têm interesse em conhecer a nossa metodologia, que realmente dá resultado, pois se percebe que os jovens saem do programa de aprendizagem com horizontes muito mais amplos”, disse. Ele também ressaltou a importância das parcerias para a obtenção de bons resultados. “Sem as prefeituras e as escolas, não se conseguiria fazer tanto”, acrescentou.

E a representante da Secretaria de Educação de Canguçu, Elizane PegoraroBertineti, reforçou que a parceria com o Instituto Crescer Legal proporciona muitos aprendizados, tanto para os aprendizes como em relação à formação dos professores. “Gostaríamos de ficar sempre com o Instituto dentro do nosso município”, salientou. 

Na edição de 2021, a programação iniciou de forma remota e teve também encontros presenciais. Conforme a gerente do Instituto, Nádia Fengler Solf, o programa soma 29 professores participantes das duas edições. “E estamos planejando uma terceira edição do curso para 2022”, anunciou.

Conduzido pelo educador social Adriano Emmel, o curso aborda os seguintes temas: autoconhecimento, inteligência emocional, curiosidade, diagnóstico, planejamento estratégico, habilidades e competências socioemocionais, empatia, resiliência, comunicação, comunicação não violenta, convivência e vínculos, tecnologia em sala de aula, educação inclusiva, inovação, metodologias ativas, autonomia, observação e organização, confiança, respeito, abertura para o novo, engajamento com os outros, trabalho em equipe, avaliação e devolutivas formativas e eventos de integração.

PREOFESSORES EMPREENDEDORES – Em 2021 receberam os certificados os professores Daiane Peter da Silveira, Patricia Lacerda do Amaral, Moisés Blödorn, Liliane Redu Knuth, Ivone dos Santos Marques, Raquel Coelho Tessmer, Carla Mantovani Furtado, Queli Rejane da Silva Konzgen, Marina Werhli Guterres, Paloma Schmechel Milech Romer, Sandra Mara Nunes Porto, Franciéle da Silva Ribeiro, Berenice Schug Dias Machado, Izabel Cristina Menegoni Nunes e Laís Blank Wachholz.

SOBRE O CRESCER LEGAL – Criado em 2015, o Instituto Crescer Legal é uma iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas, que tem entre suas ações o Programa de Aprendizagem Profissional Rural, pioneiro por proporcionar uma forma inovadora de aplicação da Lei de Aprendizagem em favor dos jovens do campo. Eles recebem salário proporcional e, ao invés de trabalharem nas empresas, participam do curso de gestão e empreendedorismo. Manifestações de reconhecimento de diversos segmentos da sociedade já fazem parte da história do Instituto. Em 2021, o destaque foi o Prêmio Brasil Amigo da Criança do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), no qual a prática “Aprendizagem profissional como alternativa no combate ao trabalho infantil no meio rural” ficou em primeiro lugar na categoria Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente. Em 2020, o Instituto já havia sido homenageado no Prêmio Innovare, promovido pelo Instituto Innovare, que tem seu Conselho Superior composto por representações de grande prestígio no mundo jurídico, como as associações dos Magistrados Brasileiros, dos Membros do Ministério Público, das Defensoras e Defensores Públicos, dos Juízes Federais do Brasil, dos Procuradores da República e dos Magistrados da Justiça do Trabalho e dos conselhos da Justiça e da Ordem dos Advogados do Brasil.

Contato com a imprensa:

Loader