Voltar

“Mais do que juntos, conectados!” é tema do 4º Encontro Regional de Aprendizes Rurais

25.11.2020

Novembro 2020 – O 25 de novembro foi de encontro para os jovens aprendizes do Instituto Crescer Legal. Realizado de forma virtual, o 4º Encontro Regional de Aprendizes Rurais teve como tema “mais do que juntos, conectados” e reuniu aprendizes das sete turmas em andamento, egressos, equipe, parceiros e associados do Instituto para compartilhar experiências do Programa de Aprendizagem Profissional Rural.

O evento foi viabilizado com recursos do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Cruz do Sul e teve como objetivo proporcionar a troca de experiências sobre as vivências que os aprendizes de 2020 estão tendo e também que egressos possam compartilhar a sua trajetória pós curso. O presidente do Instituto Crescer Legal, Iro Schünke, deixou sua mensagem aos participantes.

“Vemos que neste ano difícil, de pandemia, a equipe do Instituto se superou. Mesmo com as adaptações exigidas e a distância, conseguimos chegar ao fim de mais um ano com projetos de vida renovados. Reunir nossos jovens é sempre muito emocionante e dá muito orgulho imaginar que vocês poderão seguir o caminho que quiserem se acreditarem e se empenharem. O Instituto é, hoje, o que mais me dá satisfação, pelos objetivos que temos, de auxiliar os adolescentes do meio rural com algo que pode mudar a vida de qualquer pessoa: oportunidade”, falou Schünke aos jovens.

“O ‘sim, nós podemos!’ nos acompanhou durante toda a caminhada e nos motivou a acreditar em nosso potencial. É tão bom quando há pessoas que acreditam no protagonismo do jovem rural”, disse Maira Petry, egressa de Vera Cruz. Assim como Maira, outros jovens também tiveram a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos e trilhar novos caminhos: 

Eu era desinteressado nos estudos e o Instituto me ajudou a ter mais responsabilidade, a cuidar melhor dos estudos e do meu dinheiro. Foi com o curso que desenvolvi meu projeto de vida, criei um vínculo com a agricultura e descobri que são muitas as possibilidades de fonte de renda. Bruno Maciel Lange, egresso de Sinimbu – 2019 

Foi com o curso que inclui o campo como uma opção para o futuro e percebi uma vocação de liderança sindical para a juventude. Sou muito grata por poder ter participado. Elisângela Inês de Carvalho, egressa de Vera Cruz – 2019 

No Instituto tive oportunidade de conhecer muitos novos lugares e me fez seguir os estudos com o objetivo de permanecer no meio rural. Oscar Peiter, egresso de Santa Cruz do Sul – 2017 

Como egressa tive acesso a oportunidades mesmo após a finalização do curso. Consegui assim, viabilizar a internet na minha propriedade e aumentar a renda familiar com a compra e venda de animais divulgados nas redes sociais. Joceleia Neopomoceno, egressa de Sinimbu – 2018 

Tenho muito a agradecer ao Instituto pela oportunidade. Meu projeto de vida foi sobre música e foi durante o curso que aprendi a ser menos tímido. Róger Samuel de Souza, egresso de Vale do Sol – 2018 

Em um contexto marcado pelo distanciamento social, as atividades em 2020 foram realizadas nos lares dos aprendizes e egressos do Instituto Crescer Legal, contribuindo para o seu aprendizado e para o constante desenvolvimento do seu protagonismo. “Além das atividades realizadas em casa, construímos outras formas de manter a comunicação, como por exemplo, os Seminários de Vivências que integraram as turmas de aprendizes na última semana, a edição especial do Nós Por Elas, feita totalmente a partir das casas das meninas, e outras oportunidades aos egressos”, comenta a gerente do Instituto, Nádia Solf. 

Mesmo à distância, foram muitos os aprendizados no Programa de Aprendizagem, conforme relataram no encontro os aprendizes das turmas de 2020 do curso de Gestão Rural e Empreendedorismo:

Está sendo uma experiência incrível participar do curso do Instituto Crescer Legal!  Luiza Maria Rodrigues Schwinn, aprendiz de Santa Cruz do Sul – 2020 

Desde nova eu tinha o pensamento de ir para a cidade e creio que muitos jovens do meio rural pensam assim também. Mas o curso me demonstrou que é possível empreender também no campo. Sigamos em frente, sendo jovens ou adultos, mas sempre aprendendo e valorizando a agricultura familiar. Millena Taís Scherer, aprendiz de Herveiras – 2020 

O Instituto me fez ampliar a percepção de vida por meio do incentivo à busca de informações e também do autoconhecimento. A consciência do que gostamos e do que queremos ser e fazer, bem como a importância de planejar o caminho para alcançar o objetivo, são alguns dos aprendizados que levo do curso. Sou muito grato pela oportunidade. Felipe Eduardo Lange, aprendiz de Cerro Branco – 2020 

Ser aprendiz me tornou uma pessoa melhor. O Instituto fez com que eu evoluísse tanto na área profissional, quanto pessoal. O Instituto também me auxiliou em decidir sobre meu projeto de vida. E foi em uma das atividades do curso que eu decidi seguir meu sonho e pretendo meu tornar uma empreendedora do ramo da selaria no meu município. Rafaela dos Santos Silva, aprendiz de Passo do Sobrado – 2020 

Dá saudade de ver todos reunidos, mas esse novo momento me fez conhecer ainda melhor a minha propriedade, local onde estou realizando as atividades do curso. Foi uma experiência totalmente nova e provavelmente vamos levar para toda vida. Joice Ross, aprendiz de Sinimbu – 2020 

Apesar de não termos conseguido desfrutar de tudo que o curso oferece, foi um ano de muitas aprendizagens e agradeço a oportunidade oferecida. Nédio Vedoy Grasel, aprendiz de Boqueirão do Leão – 2020 

A pandemia trouxe aspectos negativos e positivos. Meus pais puderam passar aprendizados sobre a propriedade e uma das atividades que me marcou foi a do solo: meu pai sempre esteve do meu lado, ajudando, e também a minha mãe, dando conselhos e fotografando tudo. Percebi que pequenas coisas se tornam grandes, foi maravilhoso aprender com eles. Andrine Rehbein Konrado, aprendiz de Canguçu – 2020  

SAIBA MAIS – Iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas, o Instituto Crescer Legal tomou forma em 2015 com o apoio e adesão de pessoas envolvidas com a educação e com o combate ao trabalho infantil, em especial em áreas com plantio de tabaco, na Região Sul do País. Desde que foi lançado, o Instituto formou 333 jovens no curso de Gestão Rural e Empreendedorismo do Programa de Aprendizagem Profissional Rural. Em 2020, 141 meninos e meninas entre 14 e 17 anos, foram contratados via Lei da Aprendizagem em sete turmas nos municípios de Boqueirão do Leão, Canguçu, Cerro Branco, Herveiras, Passo do Sobrado, Santa Cruz do Sul e Sinimbu. Conheça mais sobre as ações do Instituto em: www.crescerlegal.com.br

Mais fotos disponíveis em: https://lion.box.com/s/69w0ykvukj8dh6ko2ieumsdpy7qo5pu9

Crédito: Divulgação

Contato com a imprensa:

Loader