Voltar

Prêmio Jovem Empreendedor Rural premia egressos do Instituto Crescer Legal

17.12.2020

Dezembro 2020 – Em uma solenidade virtual, a Japan Tobacco International (JTI) divulgou os vencedores da 5ª edição do Prêmio Jovem Empreendedor Rural nesta terça-feira, 15 de dezembro. Jovens do Instituto Crescer Legal e das Escolas Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (EFASC) e de Vale do Sol (EFASOL) foram premiados com valores de R$ 4 mil para a categoria individual e R$ 6 mil para a categoria associativa.  

A iniciativa tem por objetivo incentivar os egressos a executar os projetos desenvolvidos no decorrer da formação/curso, premiando em espécie os projetos que estejam alinhados com alguma atividade agrícola empreendera e que gere renda, impactando positivamente as famílias e comunidades dos jovens.  

A supervisora de projetos da JTI, Marines Kittel, trouxe o depoimento do egresso Oscar Peiter na abertura do evento. “O Oscar nos tocou ao falar que tem orgulho de ser jovem do campo e, mesmo com todos os desafios, ele quer permanecer no meio rural. Todos vocês estão no caminho certo e é de extrema importância para o desenvolvimento de vocês e também da empresa, que aprende junto a repensar todos os dias a sustentabilidade, a sucessão e a diversificação”, falou abrindo o encontro. 

Os vencedores foram escolhidos por uma banca da empresa que analisou a viabilidade, relevância, inovação, sustentabilidade e possibilidade de replicação dos trabalhos. Esse é o segundo ano que o Instituto Crescer Legal participa do prêmio. A egressa Aline Schroeder, de Candelária, participou da última edição com o projeto Educação do Campo. “Foi muito importante, consegui comprar meu notebook e livros para a realização do meu estágio”, avaliou.  

Para a gerente do Instituto, a ação é muito significativa para os jovens. “Estamos muito felizes por novamente estar participando da premiação e de contribuir na caminhada dos jovens e de contar com esse apoio, pois sabemos que nada se faz sozinho. Neste caso, com o apoio da empresa, os jovens podem viabilizar seus projetos e, muitas vezes, esse é o recurso que falta para a concretização”, comemorou a gerente do Instituto, Nádia Solf. 

Foram premiados três egressos do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal. Jéssica Voeltz, uma das egressas premiadas, agradeceu a confiança e a premiação para poder implementar o seu projeto. Jéssica reside em Vale do Sol e vai agora colocar em prática o projeto de diversificar a propriedade por meio da piscicultura. No projeto apresentado, Jéssica pretende realizar melhorias no açude já existente e entorno, bem como análise da água e compra de freezer para despesca. 

Além de Jéssica, foram premiados os egressos de Santa Cruz do Sul: Denise Faust, com o projeto Ecohorti, qualidade na porta de casa!, e Oscar Peiter, com o projeto Sistema de irrigação para produção de hortaliças, ambos na categoria individual. 

“Este é um investimento que fazemos nos jovens, o empurrão que falta para consolidar o potencial despertado pela EFA ou pelo Instituto. É a nossa contribuição para desenvolver as comunidades, por meio da aprendizagem e da juventude”, falou o diretor de Assuntos Corporativos e Comunicação da JTI, Flavio Goulart, desejando sucesso aos jovens. 

INSTITUTO CRESCER LEGAL 

Egressos premiados  

Denise Faust, de Santa Cruz do Sul 

Projeto: Ecohorti, qualidade na porta de casa! (categoria individual) 

Jéssica Voeltz, de Vale do Sol 

Projeto: Despesca Alto da Serra (categoria individual) 

Oscar Peiter, de Santa Cruz do Sul 

Projeto: Sistema de irrigação para produção de hortaliças (categoria individual)

Contato com a imprensa:

Loader