Voltar

Certificações reúnem jovens aprendizes rurais e egressas do Instituto Crescer Legal

13.12.2023

Rio Pardo (RS), 13 de dezembro de 2023 – “Estamos prontos para enfrentar o que o futuro nos reserva”, enfatizou a representante da primeira turma do Programa de Aprendizagem Profissional Rural de Santa Catarina, Francieli Aparecida Kazmierski. Junto com outros 154 adolescentes gaúchos e catarinenses, ela recebeu o certificado de conclusão do curso de Empreendedorismo e Gestão Rural, do Instituto Crescer Legal, nesta quarta-feira, 13 de dezembro, no Parque da Expoagro Afubra, em Rio Pardo (RS).

Entre março e dezembro, os 155 adolescentes oriundos dos municípios gaúchos de Agudo, Canguçu, Novo Cabrais, Progresso, Rio Pardo e São Lourenço do Sul, e de Itaiópolis, em Santa Catarina, participaram das atividades realizadas no contraturno escolar. Eles foram contratados como jovens aprendizes pelas indústrias de tabaco associadas e apoiadoras do Instituto Crescer Legal e receberam salário proporcional a 20 horas semanais.  

No entanto, eles não realizam nenhuma atividade na empresa contratante, reúnem-se diariamente no contraturno escolar para o curso de Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural, onde vivenciam atividades que estimulam o desenvolvimento pessoal e o protagonismo do jovem, expandindo o horizonte de escolhas para seus projetos de vida. Neste ano, os principais temas escolhidos pelos jovens foram: diversificação na propriedade da família (63), carreira profissional (43), Empreendimento (29), melhorias na estrutura da propriedade (12) e outros projetos (8). 

Para viabilizar o atendimento dos adolescentes nas comunidades onde vivem, conta com parceiros na oferta de espaço físico, alimentação e logística de transporte diário, firmando termos de parceria e colaboração com os municípios, por meio das Secretarias Municipais de Educação.  

“Temos ouvido muito que precisamos deixar um mundo melhor para os nossos filhos. E eu concordo plenamente. Mas mais importante que isso, é deixarmos pessoas melhores para o mundo. E me enche de alegria e satisfação ver que estamos fazendo a nossa parte nesse sentido, com o apoio fundamental de muitos parceiros”, disse o diretor presidente do Instituto, Iro Schünke, que entregou os certificados aos jovens participantes juntamente com os respectivos parceiros de cada municípios e os educadores de referência das turmas. 

O evento contou com a participação de representantes das associadas, de sócios-fundadores e de parceiros do Instituto, além dos prefeitos de Rio Pardo, Rogério Monteiro; de Agudo, Luís Henrique Kittel; de Progresso, Paulo Gilberto Schmitt; de São Lourenço do Sul, Rudinei Härter; o vice-prefeito de Canguçu, Cledemir de Oliveira Gonçalves; a secretária de Educação de Novo Cabrais, Rosana Cristina Kohls; e a representante da secretaria de Educação de Itaiópolis, Thaís dos Passos Franco. 

Programa de Aprendizagem Profissional Rural 2023 

Agudo (RS) 

Educador de referência: André Tiago Skolaude 

Sede: EMEF Sete de Setembro, na localidade Picada do Rio 

Aprendizes certificados: Ângela Angélica Pereira, Camila Eduarda Berger, Cínthia Helena Soares da Silva, Débora Maíza Alves, Évelyn Luiza Zanella, Fernanda Sabrina Neu, Gabriela Fernanda Cardoso, Gabriely Aline Padilha, Ítalo Tailan Kesseler, Jady Helena de Barros, João Rafael Speridião, Kauani Luana Matte, Maiana Maiara Heidemann, Marcos Henrique Alves, Mariana Kleinpaul, Marina Schlösser, Paola Bianca Priebe, Rafael Augusto Raddatz, Renan Röpke Biljan, Tainara Tais Neu, Talita Vitória Ribeiro, Tassiano Sandro Fenner, Thais Cavalheiro Neu e Thais Letícia Wachholz. 

Canguçu (RS) 

Educadora de referência: Caroline Braatz Behling 

Sede: EMEF Presidente Castelo Branco, na localidade de Coxilha dos Piegas 

Aprendizes certificados: Adriana Raatz Blank, Alison Valadão Kurts, Brendha Volz Domingues, Caroline Valadão De Souza, Diuly Caroline Leal Strieder, Douglas Galvão Dos Santos, Eduarda Domingues Leal, Eduarda Ferreira Da Cunha, Gabriela Neitzke Knaback, 

Gisléia Nornberg Raatz, Khiuane De Lima Wrague, Larissa Gutkenecht Quintana, Lucas Tuchtenhagen Dos Santos, Michele Valadão De Moraes, Raíssa Dias Elert, Roger Da Silva Govea, Veridiana Megiatto Da Silva, Wendel Buchweitz Da Rosa, Wendel Lemke Elert e Yasmin Da Silva Dutra. 

Itaiópolis (SC) 

Educadora de referência: Adriane Partala Alves da Silva

Sede: CEJA-NAES 

Aprendizes certificados: Alefe Corrêa, Aline Miretzki, Aline Schauer, Angelina Kujavski, Dailson Constante, Daniel Faria, Diego Gabriel Kurzawski, Francieli Aparecida Kazmierski, Guilherme Rogalevski, Gustavo Luan Partala, Iago Slabiski, Jhonatan Silva Da Cruz, Joice Vitória Rogalski, Karen Sabrina Gruber, Karoline Lis, Lucas Daniel Senczak, Lucas Wilinski,  

Márcia Suzane Malczewski, Paula Gruber e Vinícius Wozniak Pickcius. 

Novo Cabrais (RS) 

Educador de referência: André Tiago Skolaude 

Sede: EMEF Teófilo Theodoro Streck, da localidade de Rincão Bonito 

Aprendizes certificados: Andriélly Aparecida Schultz, Angélica Dos Santos Da Silva, Carla Cristina Tonelotto Rodrigues, Dandara Barbosa Da Silva Ramos, Flaviane Müller Milbradt, Francine Callonti Milbradt, Gean Carlos Alves De Oliveira, Gustavo Müller De Franceschi, Jamile Rodrigues Ferreira, Jonas Mehler Pettermann, Josiele Rodrigues Da Rosa, João Vitor Becker, Kauê Schoenfeldt Zimmermann, Kévin Isaías Alves Lucas, Lucas Gabriel Forsch, Luiza De Melo Broll, Luiza Zimmermann Machado, Maria Luiza Dos Passos Bordignhão, Miguel De Oliveira Gewehr, Natália Braatz Bordignon, Piérre Julian Da Silva Alves, Raíssa Bilha Menezes, Sabrina Jahnke Muller, Víctor Alexandre Maidana Dos Santos e Yasmin Joaquina Flores. 

Progresso (RS) 

Educadora de referência: Débora Berghahnn

Sede: EMEF Luiz Gonzaga, na localidade de Campo Branco 

Aprendizes certificados: Ágatha Roth Piffer, Amanda Zambiasi Zeni, Ana Clara Schmitt, Ana Julia Ferrari Ferla, Camili de Aquino, Deisi Berté Bergonsi, Felipe Alcará, Francieli Martini Dell Osbel, Gabriel Vedoi de Lima, Giovanna Zschitschick Zuffo, João Vítor Alcará Cavaleti, Keila de Anhaia Nunes, Lander Erthal, Lauren Gottardi Barbieri, Maria Eduarda Echer Pellenz, Marlon Nunes Apolinário, Paola Inacio Bairros, Tiago Vasconcelos, Vinícius Alcará e Yan José de Moraes. 

Rio Pardo (RS) 

Educadora de referência: Tagiani Brizolla Duarte de Moura Goulart

Sede: Centro Vocacional Tecnológico (CVT), na localidade Rincão Del Rey 

Aprendizes certificados: Alice de Farias Iansen, Ana Luiza Braga Reis, Antônio Augusto Bernardes Santos, Carolina Aydes Voese, Deivid Erick Bringmann, Érica Giovana da Silva Cheiram, Fábio de Bastos Bastos, Giovana Sá Oliveira, Gustavo Menezes de Abreu, Gustavo Moraes de Oliveira, Júlia Cristine dos Santos Bittencourt, Katriellhi Silva da Silva, Kauane da Rosa Silveira, Kauane Schutz May, Kauany Vieira Assis, Kaue Luan Machado, Matheus Wagner Severo de Moura, Mikael Linhares da Silveira, Nathália Maria Mendes da Silva, Paola Natalia Silveira Bittencourt, Raunan Linhares, Renata Bitencourte Pereira, Talita Alessandra Lopes e Victor Limberger de Almeida. 

São Lourenço do Sul (RS) 

Educador de referência: Adriano Emmel 

Sede: EMEF Martinho Lutero, na localidade Santa Augusta 

Aprendizes certificados: Alan Patrick Ramson, Betânia Letícia Raatz, Carla Andriele Nörnberg Pagel, Cristiano Priebe Zundler, Cristine Rafaela Nörnberg Wolter, Estephany Timm Treptow, Geremias Leite Rodrigues, Helena Behling Schmechel, Helén Raatz, Janaina Berwaldt, Janice Bork Iéque, Jenifer Klumb Vahl, Josemir Gabriel Pinz Blank, Kétlyn Da Silva, Leonardo Radtke, Rafaela Ferreira, Reslei Rodrigues, Robson Dos Santos, Sthefani Raqueli Strelow, Tailana Hall Malue, Tiago Quevedo Rodrigues e Vitor Matheus Brauch Lilge. 

DONAS DA VOZ – O momento também foi marcado pela certificação de nove egressas que participaram da sétima edição do Programa Nós Por Elas – A voz feminina do campo. A edição de 2023 reuniu meninas oriundas de sete municípios do Rio Grande do Sul: Passo do Sobrado, Herveiras, Canguçu, São Lourenço do Sul, Rio Pardo, Cerro Branco e Progresso. Com o apoio de profissionais do curso de Comunicação da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), as participantes produziram quatro roteiros e gravaram boletins que estão sendo veiculados em programas de rádio de parceiros do Instituto, como a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e Sindicatos Rurais e dos Trabalhadores Rurais. Os boletins estão disponíveis em www.crescerlegal.com.br 

As meninas receberam os certificados do diretor presidente do Instituto Crescer Legal, Iro Schünke, da educadora de referência do programa, Maria da Graça Lucas Vieira, da assessora de Relações Institucionais da Universidade de Santa Cruz do Sul, fundadora e conselheira do Instituto Crescer Legal, professora Carmem Lúcia de Lima Helfer, e da coordenadora do curso de Comunicação, Patrícia Schuster.  

Programa Nós Por Elas – A Voz Feminina do Campo 2023

Ana Caroline Rediske, de Cerro Branco 

Camila Eduarda Massmann, de Passo do Sobrado 

Daniela Cristina Scherer Eifert, de Herveiras  

Évilin Filipe, de Passo do Sobrado 

Lara da Silva Retzlaff, de Canguçu  

Maria Eduarda da Silva, de Progresso 

Marina Knabach Voigt, de Canguçu 

Raiane Vitória de Oliveira, de São Lourenço do Sul 

Tamires Pires de Assis, de Rio Pardo 

Com as certificações, Instituto Crescer Legal chega à marca de 896 jovens aprendizes beneficiados no Programa de Aprendizagem Profissional Rural e a 52 egressas participantes no Programa Nós por Elas – A voz feminina do campo. 

SAIBA MAIS – Iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas, o Instituto Crescer Legal foi fundado em 23 de abril de 2015. O Programa de Aprendizagem Profissional Rural já foi implementado pelo Instituto Crescer Legal em 17 municípios gaúchos e neste ano teve sua primeira turma no estado de Santa Catarina. Em 2024, amplia sua abrangência também para o Paraná. Para tanto, possui registro no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de cada município e a validação do Ministério do Trabalho como entidade qualificadora de aprendizagem, construída por meio do engajamento junto ao Fórum Gaúcho de Aprendizagem Profissional e à coordenação de aprendizagem em cada estado. Desde que começou a ser implementado, em 2016, o Programa de Aprendizagem Profissional Rural já beneficiou quase 900 adolescentes de regiões produtoras de tabaco. 

+ Fotos disponíveis para download: 

https://lion.box.com/s/jbmjdxjpkmmfzovrgnc7t411yfozmmen

Crédito: Junio Nunes

Contato com a imprensa:

Loader