Voltar

Empreendedorismo e educação se somam para transformar o campo

24.11.2022

Novembro 2022 – O Instituto Crescer Legal promoveu nesta quarta-feira, 23 de novembro, a mostra da terceira edição do Programa de Boas Práticas de Empreendedorismo para Educação, na sede da AABB, em Canguçu (RS). O evento reuniu a equipe e diretores do Instituto Crescer Legal, autoridades, professores e direções das 24 escolas do meio rural envolvidas com a iniciativa no município desde 2020.

O grande objetivo do programa é compartilhar com profissionais da educação caminhos para desenvolverem atividades que despertem o empreendedorismo. A iniciativa consiste em compartilhar ferramentas metodológicas testadas e aprovadas pela equipe pedagógica do Programa de Aprendizagem Profissional Rural, do Instituto Crescer Legal. Durante os encontros, os participantes debatem sobre autoconhecimento, empatia e comunicação, tecnologia, inovação, observação e organização.

Além de encontros presenciais, durante o período de formação, os professores contaram com a assessoria remota do educador Adriano Emmel, que viabilizou o planejamento e execução de vivências práticas do empreendedorismo na educação nas respectivas escolas. “Nesses três anos, percebemos como o projeto tem a contribuir com a educação, com as possibilidades pedagógicas e metodológicas nas escolas. Nossa proposta não é a teoria, mas a prática, a vivência, e isso está efetivamente acontecendo nas escolas, o que é muito satisfatório para o Instituto Crescer Legal”, comentou Emmel.

Os 14 professores que participaram do programa em 2022 fizeram o relato das boas práticas pedagógicas implementadas em suas respectivas escolas e receberam o certificado de conclusão. Conheça os profissionais certificados:

Para Vinicius Pegoraro, prefeito de Canguçu, iniciativas como essa deixam a educação cada vez mais fortalecida. “Precisamos cada vez mais de uma educação que consiga olhar para o futuro, ainda mais quando se trata do setor primário, fundamental para a economia do nosso município e do nosso País. Transformar a realidade da educação do meio rural e despertar o empreendedorismo do jovem rural se mostra cada vez mais importante para que esses jovens queiram permanecer no campo e para que estejam preparados para enfrentar os desafios que a agricultura necessita superar, com novas tecnologias e com boas práticas”, comentou.

O vice-prefeito de Canguçu, Cledemir Gonçalves, também participou do evento e destacou os bons resultados da parceria. “O Instituto Crescer Legal tem sido um grande parceiro e agradecemos pela confiança na administração municipal que já recebe pelo terceiro ano consecutivo esse programa. Vamos seguir juntos, trabalhando em parceria, em comunidade, para que a gente possa continuar fazendo a diferença na vida das pessoas, na vida das crianças”, avaliou o professor Fininho, como é conhecido no município.

Segundo o diretor presidente do Instituto, Iro Schünke, a parceria com o município foi fundamental, assim como o envolvimento da Secretaria de Educação e das 24 escolas contempladas nas edições de 2020, 2021 e 2022. “A gente vê o entusiasmo, a vontade das professoras em querer aprender mais e repassar esse aprendizado para os alunos. E, em contrapartida, vemos que os alunos estão atraídos pela escola porque ela oferece conteúdos que estão em contato com a sua realidade. Canguçu é um exemplo a ser seguido e estamos muito satisfeitos por essa parceria de sucesso”, avaliou Schünke.
Nestes três anos, o Programa de Boas Práticas de Empreendedorismo para a Educação contemplou 43 professores, atuantes da zona rural de Canguçu. Para que pudessem colocar em prática as ferramentas e inovações compartilhadas pelo Instituto Crescer Legal, foi fundamental o apoio e acolhimento da equipe diretiva das respectivas escolas. Como forma de reconhecimento a essa parceria, o Instituto certificou também as 24 escolas participantes da iniciativa.

SOBRE O INSTITUTO – Iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas, o Instituto Crescer Legal tomou forma em 2015 com o apoio e adesão de pessoas envolvidas com a educação e os direitos da criança e do adolescente, em especial em áreas com plantio de tabaco, na Região Sul do País. Desde que foi lançado, o Instituto já certificou cerca de 600 jovens rurais em seu Programa de Aprendizagem Profissional Rural e é reconhecido nacionalmente pela sua atuação inovadora no combate ao trabalho infantil. Conheça mais sobre as ações do Instituto em: www.crescerlegal.com.br.

Fotos: Jéssica Timm/Prefeitura de Canguçu

Contato com a imprensa:

Loader