Conexão e suporte aos jovens

11/10/2023

“Está sendo extremamente gratificante e enriquecedora minha experiência como educadora do Instituto Crescer Legal. Poder fazer parte da vida dos jovens e auxiliá-los em seu crescimento, aprendizado e na realização de seus sonhos é algo que me traz grande satisfação. A interação diária com eles e a possibilidade de contribuir para o desenvolvimento de habilidades técnicas e profissionais, aliadas à valorização de suas raízes rurais, são aspectos que tornam essa jornada educativa muito especial. Estou constantemente motivada a apoiar a formação desses jovens, reconhecendo que eles são o futuro da agricultura e das comunidades rurais.

Tendo nascido no interior, cresci entre familiares dedicados à agricultura e à produção de tabaco e isso me proporciona a capacidade de me colocar no lugar desses jovens, permitindo que se identifiquem comigo e eu com eles. Essa conexão é valiosa para poder oferecer o suporte mais eficaz e atencioso, levando em consideração suas origens e perspectivas. Percebo que os jovens rurais da turma de Canguçu possuem anseios profundos de se destacarem em suas carreiras e contribuírem para o desenvolvimento de suas comunidades. Eles demonstram desejo genuíno de adquirir conhecimentos técnicos e habilidades específicas da área, ao mesmo tempo em que valorizam profundamente suas origens e a sabedoria transmitida por suas famílias e tradições rurais. Acredito que é fundamental apoiá-los nesses anseios e ajudá-los a alcançar seus objetivos, orientando-os e incentivando-os a cultivar suas habilidades e determinação.”

Caroline Braatz Behling, possui licenciatura em Letras Português e Literaturas da Língua Portuguesa e pós-graduação em Neuropsicopedagogia e Libras. É professora da rede estadual de ensino do RS e, desde julho de 2023, é também educadora do Instituto Crescer Legal junto à turma de Canguçu (RS).

Voltar

Últimas Histórias

14/06/2024
O agro é tudo

“Com a certeza de que é possível prosperar no agro, faço planos de construir minha vida com base na atividade rural. Acho que o setor rural seguirá sendo fundamental daqui a 10, 20 anos e muito mais tempo, pois o agro é tudo. Atualmente estou no terceiro ano do ensino médio e pretendo seguir estudando, possivelmente em uma faculdade ligada ao ramo da agricultura.[...]"

LEIA MAIS
14/06/2024
A opção é pela produção rural

“Depois de completar 18 anos, decidi seguir no meio rural, na mesma atividade dos meus pais, que é a produção do tabaco e milho. Aqui temos uma vida calma e pretendo continuar no ramo do agro também porque, com as tecnologias e a valorização dos produtos, tem sido bem mais fácil progredir no campo.[...]"

LEIA MAIS
14/06/2024
De aprendiz a educadora

Educadora Vanessa Beise @vanessabeisee   De aprendiz a educadora   “Para mim, ser educadora do Instituto Crescer Legal está sendo um sonho realizado. Tenho muito orgulho da minha trajetória junto ao Instituto, pois fui aprendiz rural em 2016 e os aprendizados mudaram o rumo do meu futuro, me levaram para a formação em Educação no […]

LEIA MAIS