Sentimento de estar no lugar certo

10/10/2022

“Sou filha de agricultores e sempre fui uma pessoa muito proativa, dedicada e responsável. Desde criança, gosto da área da educação e aos 16 anos já cursava o Magistério, depois Pedagogia, e atualmente estou cursando Letras e duas pós-graduações. Ao longo dessa caminhada tive algumas experiências com voluntariados, estágios e contratos, o que só fizeram com que minha paixão por ensinar crescesse ainda mais.

E, atualmente, sou educadora do Instituto Crescer Legal, que está sendo uma experiência ótima, pois tornou possível juntar duas coisas que gosto muito: a área rural e a educação. Ter a experiência de trabalhar com jovens do meio rural e incentivá-los a valorizar este espaço está sendo algo muito gratificante. Acompanhar o crescimento e amadurecimento dos aprendizes traz uma sensação de que estou no lugar certo neste momento. Como sou uma jovem que reside no meio rural, me identifico muito com os aprendizes, vivenciamos a mesma realidade da comunidade e, portanto, conseguimos ter um diálogo e criar visões significativas sobre este espaço. É muito bom contribuir para despertar nos jovens esse sentimento de valorização do meio rural, quebrando o paradigma de que é preciso abandonar o campo para ter uma boa vida.

A oportunidade que os jovens estão tendo é única e muito valiosa, pois não havia em Canguçu nenhum curso profissionalizante que acontecesse no espaço que o jovem reside. Adquirir conhecimentos sem precisar sair da sua propriedade, aproxima a teoria da prática e faz com que os aprendizes tenha uma aprendizagem mais significativa, o que os torna pensantes, ativos, independentes. E eles percebem que o campo é um lugar que pode oferecer muitas oportunidades e que é possível sim empreender de formas variadas, diversificar, criar agroindústrias, criar negócios inovadores, trazer novas tecnologias que facilitem o serviço, enfim, colocar em prática no meio rural aquilo que se gosta de fazer. Além disso, os jovens têm a oportunidade de fazer um projeto de vida, algo que gostem e que queiram colocar em prática e, assim, recebem toda ajuda e orientação para que um dia consigam tirar do papel seus sonhos inovadores.

Considero-me exemplo para os aprendizes, exemplo de que o estudo traz resultados muito bons, de que é possível ter sua independência, viver, valorizar, trabalhar e empreender no meio rural, e sobretudo de que é possível, com esforço e dedicação, alcançar com sucesso os seus sonhos.”

Diessica Adriana Priebe Reichow, 22 anos, é educadora da turma de Canguçu (RS) do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal desde março de 2022. Pedagoga, está na sua segunda graduação, em Letra Português, e fazendo pós-graduações em Educação Infantil e Anos Iniciais e em Ensino Religioso.

Voltar

Últimas Histórias

23/02/2024
Nossa bela vida rural

“Na véspera da formatura do curso de Empreendedorismo e Gestão Rural, eu e meus pais recebemos a visita da turma de colegas. Foi um dia emocionante, que ficou marcado na vida da nossa família. Antes da chegada da turma, fiquei um pouco nervoso e pensativo sobre como tudo iria acontecer, o que iria passar na cabeça de cada aprendiz. Mas meus pais estavam ao meu lado o tempo todo, me apoiando e incentivando. [...]

LEIA MAIS
23/02/2024
Nova renda

“Sempre fui apaixonada pelo meio rural e suas belezas e sei o quanto é importante para a renda da minha família. Mas, a partir do momento em que abordamos esse tema logo no começo do curso de Empreendedorismo e Gestão Rural, pude perceber o quanto o campo é realmente importante e precisa ser valorizado. [...]

LEIA MAIS
23/02/2024
Negócios de família

“Acho simpática a ideia de empreender em mais um negócio na propriedade da minha família, pois já produzimos tabaco e meus pais têm uma empresa de transporte de escolares e de cargas, inclusive com caminhões para o serviço de transporte do tabaco dos produtores da região. [...]

LEIA MAIS