Trabalho que deve ser valorizado

02/06/2022

“Fui aprendiz do Instituto Crescer Legal por dois anos, sendo um grande período durante a pandemia. Mas, mesmo em atividades remotas, o aprendizado foi ótimo e conheci mais a minha propriedade rural, já que parte dos estudos eram sobre as atividades dos meus pais e a organização da nossa localidade. Isso me fez enxergar a propriedade com outros olhos, conhecê-la melhor e pesquisar sobre as diversas coisas que muitas vezes deixamos de notar. Na verdade, todas as experiências foram fantásticas, especialmente no retorno ao curso presencial em 2021, quando voltamos a conviver em grupo e tivemos viagens de estudos e visitas a empreendedores rurais. No geral, eu melhorei em diversos aspectos, principalmente na superação da timidez ao falar ou apresentar algo em público e na criatividade, pois tivemos que pensar e criar muitas coisas, o que me ajudou a evoluir e avaliar as diversas formas de produzir algo. Só tenho a agradecer por essa oportunidade incrível que surgiu e que eu pude aproveitar. São essas chances que nos fazem crescer e evoluir positivamente.

Eu acho incrível viver na paz do campo, onde se tem calmaria e a natureza ao nosso redor e se pode cultivar os alimentos super fresquinhos. Durante o curso percebi que a produção rural é de fundamental importância e todos devem valorizar o trabalho no campo. E que, sim, é possível se ter uma renda satisfatória, apesar do clima muitas vezes não colaborar, mas dá para fazer dar tudo certo tendo amor à terra. O trabalho feito com dedicação pode ter resultados muito positivos na colheita de seus cultivos, principalmente se for realizado pensando em inovações para melhorar a produção e ter menos trabalho braçal.”

Andrine Rehbein Konrado, 17 anos, foi jovem aprendiz em 2020 e 2021 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Canguçu (RS).

Voltar

Últimas Histórias

02/06/2022
Quando enxergam sua importância

No dia 4 de agosto de 2021 assumi minha atual função como auxiliar administrativo do Instituto Crescer Legal.

LEIA MAIS
02/06/2022
Meta: ser pecuarista

Aos 14 anos, eu já tinha carteira de trabalho e ela estava assinada como jovem aprendiz.

LEIA MAIS
12/05/2022
Primeiros passos

Atualmente trabalho como auxiliar em uma padaria e estou no meu segundo emprego com carteira assinada.

LEIA MAIS