Voltar

Jovens aprendizes rurais são apresentados em Rio Pardo

06.04.2023

Abril 2023 – Em um evento voltado a autoridades, familiares e parceiros do Instituto Crescer Legal, foram apresentados nesta quinta-feira, 06 de abril, os 24 jovens aprendizes rurais da segunda turma do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do município de Rio Pardo (RS).

A educadora de referência da turma, Tagiani Brizolla Duarte de Moura Goulart conduziu a apresentação dos aprendizes em cerimônia realizada no Auditório do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), junto ao parque da Expoagro Afubra, na localidade de Rincão Del Rey. O momento marcou a entrega dos crachás aos aprendizes que até o final do ano participam do curso de Gestão Rural e Empreendedorismo.

A parceria com o município de Rio Pardo consiste em viabilizar o deslocamento diário dos aprendizes, os lanches e almoços e, em especial, ceder uma sala de aula no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) onde as atividades presenciais são realizadas desde o dia 01 de março. Rogério Monteiro, prefeito de Rio Pardo, expressou sua alegria com a continuidade do programa no município.

“No ano passado acompanhamos os jovens da primeira turma e o desenvolvimento deles foi indiscutível. Alguns chegaram muito tímidos, mas ao final do curso estavam falantes, interagindo com seus colegas. Tenho certeza de que até o final do ano terão adquirido muito conhecimento, algo que estará sempre presente no decorrer de suas vidas”, disse o prefeito de Rio Pardo.

Em 2023, o Programa de Aprendizagem Profissional Rural estará presente, além de Rio Pardo, em outros cinco municípios gaúchos – Agudo, Novo Cabrais, Canguçu, Progresso e São Lourenço do Sul – e, pela primeira vez, em Santa Catarina, na cidade de Itaiópolis. Segundo Iro Schünke, diretor presidente do Instituto, a expectativa é de um ano intenso, de muito aprendizado.

“Fico emocionado com tudo que conquistamos até aqui. A mensagem que deixo a vocês, aprendizes, é de que tenham fé de que ‘sim, vocês podem’, mas que também se comprometam a abraçar essa oportunidade, fixando um objetivo e se dedicando para se desenvolverem, seja no âmbito pessoal, seja na qualificação profissional”, disse Schünke aos jovens participantes.

TURMA DE RIO PARDO
Alice de Farias Iansen
Ana Luiza Braga Reis
Antônio Augusto Bernardes Santos
Carolina Aydes Voese
Deivid Erick Bringmann
Érica Giovana da Silva Cheiram
Fábio de Bastos Bastos
Giovana Sá Oliveira
Gustavo Menezes de Abreu
Gustavo Moraes de Oliveira
Júlia Cristine dos Santos Bittencourt
Katriellhi Silva da Silva
Kauane da Rosa Silveira
Kauane Schutz May
Kauany Vieira Assis
Kaue Luan Machado
Matheus Wagner Severo de Moura
Mikael Linhares da Silveira
Nathalia Maria Mendes da Silva
Paola Natalia Silveira Bittencourt
Raunan Linhares
Renata Bitencourte Pereira
Talita Alessandra Lopes
Victor Limberger de Almeida

SOBRE O PROGRAMA – Devidamente aprovado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e cadastrado no Ministério do Trabalho, o curso acontece no contraturno escolar, totalizando 800 horas de atividades teóricas e práticas em gestão. Por meio da Lei da Aprendizagem, os adolescentes participantes de todas as turmas desse Programa são contratados por empresas associadas e apoiadoras do Instituto Crescer Legal como jovens aprendizes. No entanto, nenhuma atividade é realizada nas empresas. Toda a carga horária é cumprida no âmbito do curso de formação, tanto na instituição parceira, como em pesquisas junto à família, na comunidade, além de viagens de estudo e visitas técnicas.

PRÓXIMOS EVENTOS

13 abril – Progresso (RS)

14 horas, Comunidade São Pedro de Campo Branco

18 abril – São Lourenço do Sul (RS)

14 horas, Comunidade São João de Campos Quevedos

19 abril – Canguçu (RS)

14 horas, AABB – Rua 25 de Julho, 40, Bairro Uruguai

25 abril – Itaiópolis (SC)

14 horas, Salão da Matriz – Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

SAIBA MAIS – Iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas, o Instituto Crescer Legal foi fundado em 23 de abril de 2015. Com a validação do Ministério do Trabalho, construída por meio do engajamento ao Fórum Gaúcho de Aprendizagem Profissional, o inovador método do Programa de Aprendizagem Profissional Rural alia educação profissional e renda. Desde que foi implementado, em 2016, o Programa de Aprendizagem Profissional Rural já abrangeu 15 municípios gaúchos, totalizando 40 turmas e 741 jovens aprendizes rurais certificados.

Foto: Rodrigo Assmann

Contato com a imprensa:

Loader