Futuro Mais Jovem

27/05/2023

“Nossa turma de aprendizes do Instituto Crescer Legal de 2022 de Paraíso do Sul desenvolveu uma política pública em prol dos jovens rurais. Constituímos o grupo Futuro Mais Jovem, que teve sua construção de forma coletiva e democrática, visando ouvir mais a nós, os jovens. Apresentamos nossos objetivos a diversas entidades do município e a aceitação foi boa por parte de muitas lideranças. Pesquisamos e vimos que em todo Rio Grande do Sul não havia nenhum grupo igual ao nosso e já estamos servindo de exemplo para diversos municípios vizinhos, onde pessoas se interessaram pela nossa ação e querem também implantar grupos de representação de jovens rurais. Para mim foi fácil contribuir com a criação e implantação do grupo, pois fui vereadora mirim por duas vezes e deputada por um dia e tenho desenvoltura e segurança para falar sobre nossas atividades.

Eu já sabia que era importante que os jovens do campo tivessem voz e representação diante das políticas públicas e amadureci algumas ideias durante o curso de aprendizagem do Crescer Legal. A experiência como aprendizes foi muito boa e tivemos novos conhecimentos, saídas técnicas e visitas de parceiros. Quando chegamos ao final, foi muito gratificante olharmos para trás e vermos o quanto foi incrível para nossas vidas e o nosso crescimento pessoal. Como egressa do Instituto, tenho certeza de que a zona rural oferece muitas oportunidades aos jovens, pois vimos diversos exemplos de outros egressos que estão tendo sucesso e vida próspera no campo.”

Carol Carla Schuller, 16 anos, foi jovem aprendiz em 2022 do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal em Paraíso do Sul (RS).

Voltar

Últimas Histórias

14/06/2024
O agro é tudo

“Com a certeza de que é possível prosperar no agro, faço planos de construir minha vida com base na atividade rural. Acho que o setor rural seguirá sendo fundamental daqui a 10, 20 anos e muito mais tempo, pois o agro é tudo. Atualmente estou no terceiro ano do ensino médio e pretendo seguir estudando, possivelmente em uma faculdade ligada ao ramo da agricultura.[...]"

LEIA MAIS
14/06/2024
A opção é pela produção rural

“Depois de completar 18 anos, decidi seguir no meio rural, na mesma atividade dos meus pais, que é a produção do tabaco e milho. Aqui temos uma vida calma e pretendo continuar no ramo do agro também porque, com as tecnologias e a valorização dos produtos, tem sido bem mais fácil progredir no campo.[...]"

LEIA MAIS
14/06/2024
De aprendiz a educadora

Educadora Vanessa Beise @vanessabeisee   De aprendiz a educadora   “Para mim, ser educadora do Instituto Crescer Legal está sendo um sonho realizado. Tenho muito orgulho da minha trajetória junto ao Instituto, pois fui aprendiz rural em 2016 e os aprendizados mudaram o rumo do meu futuro, me levaram para a formação em Educação no […]

LEIA MAIS